As Épocas e o Calendario Escolar.

As épocas do nosso calendário escolar correspondem a blocos de 4 à 5 semanas no qual estão inseridos nosso ritmo diário e semanal. Estão baseadas nas estações do ano e nas festas cristãs para que a criança e sua família possam vincular sua dimensão terrena à espiritual.

Época de Micael.

“ Nego-me a submeter-me ao medo Que tira a alegria de minha liberdade Que não me deixa arriscar nada, Que me torna pequeno e mesquinho, Que me amarra, Que não me deixa ser direto e franco, Que me persegue, que ocupa negativamente minha imaginação, Que sempre pinta visões sombrias. “ Rudolf Steiner

No antigo testamento, o arcanjo Micael é citado como um guerreiro dos céus que expulsa do mundo espiritual, os espíritos oponentes dos céus. Derivado de Miguel, Micael, de origem hebraica Mikha’El, significa “que é como Deus”, e sob o aspecto fonético evoca uma sensação de força, de verticalidade, de firmeza e coragem. Como ser espiritual, pertence à hierarquia dos Arcanjos, trazendo força e acompanhando o desenvolvimento da humanidade, agindo como espirito da nossa época. Atua, assim, administrando a inteligência cósmica, e impulsionando a compreensão da manifestação espiritual nas ações dos homens.

Micael nos dispõe toda sabedoria cósmica que, em forma de pensamentos, tornam-se acessíveis a humanidade, a partir de um pensar racional, claro, que desenvolva uma consciência plena para o próprio julgamento, culminando em um exercício pleno do livre arbítrio. A força da consciência, da liberdade, a partir do livre arbítrio, é o que deve reger a vida anímica, em nossa experiência cotidiana, para nos desprender das questões do mundo material, que nos distanciam do “eu interior”.

Simbolicamente, Micael enfrenta um dragão, e carrega uma espada de ferro, elemento sanguíneo que expressa atuação e coragem. Segundo Steiner, “o contrário do medo não é a coragem, mas o amor. Cor – agem é coração agindo em nome do amor”. O dragão simboliza as tentações dos espíritos oponentes, ou sentimentos mundanos que nos rodeiam. A luta de Micael com o dragão se repete a cada instante, e assim como ele, não se deve atacar o dragão, mas aprender a dominá-lo e subjugá-lo à nossa vontade, com equilíbrio e controle, enfrentando as forças do mal que ele representa.

Micael nos apresenta o caminho da liberdade, ao nos trazer o impulso da coragem para a tomada de consciência que guia nosso amadurecimento, e fortifica nossa compreensão do bem e do mal, e assim, nos faz crescer espiritualmente, e vencer os medos e inseguranças que nos apresentam diariamente.

Sendo assim, que a serenidade, coragem, e o equilíbrio do Arcanjo Micael, nos permeiem nessa primavera, para que nós, mas especialmente, nossas crianças, floresçam, e tornem-se melhores frutos no futuro!

Daniel Ribeiro

Auxiliar Jardim Tarde Jardim Vir a Ser.